sábado, 21 de julho de 2012

Um novo amigo de Célia Lúcius









Recebi este e-mail hoje, de um espírita paulistano, cujos filhos estudam na Escola Santa Marina, citada no livro CELIA LUCIUS, SANA MARINA.
Aí estão fotos da Igreja de Santa Marina em São Paulo.


"Prezado Flavio, bom dia. Peço a Jesus que nos abençoe a todos. Meu nome é Marcelo, sou aqui de São Paulo, capital, espírita, tenho 44 anos e pai de dois filhos menores.

Acabo de ler sua obra Célia Lucius, Santa Marina. Fiquei muito edificado com a relação entre as trajetórias, fruto da percepção de seu pai, e que agora veio ao nosso conhecimento. Aproveito a facilidade do e-mail para então expressar o agradecimento pelo seu esforço, Flavio, que nos mostra a grandiosidade deste Espírito de escol, bem como a benção de Deus que foi para nós termos alguém como o Chico em nossos meios. Em particular, Flavio, me senti muito afim à sua reflexão sobre a personalidade de Ciro / Padre Carlos / Alexander Seggie, dentro das oportunidades do Espírito no tempo e estes anjos tutelares que nos são professores e amigos, mas que não podem fazer a lição por nós.

Bom, mando meu abraço fraterno, e tomo a liberdade de te encaminhar três fotos (perdoe o péssimo fotógrafo), sou morador desde que nasci na Vila Carrão, aqui na zona leste de São Paulo. Próximo à escola Santa Marina, que você citou no seu livro (av.Guilherme Giorgi - Vila Carrão) , temos a igreja católica cuja patrona é nossa heroína Célia, com o nome de Paróquia de Santa Marina Virgem. Te mando as fotos, com nosso carinho, e o pedido a Jesus que continue amparando o trabalho dos nossos confrades aí de Campos, da Escola Jesus Cristo, sua família e companheiros, e o abraço especial a você. 

Do companheiro de ideal espírita,

Marcelo Tadeu
Centro Espírita Jesus Redivivo
São Paulo - SP" 

Um comentário:

MARCELO TADEU disse...

Flavio, Deus lhe pague por sua cortesia, gentileza com meu contato.
Recordar, sempre que possível, os exemplos da doce Célia Lúcius, dentro das minhas pequeninas responsabilidades com nossa Doutrina Consoladora, será a forma de expressar gratidão a você e ao sr.Clóvis, bem como nossos inesquecíveis benfeitores Chico e Emmanuel.
abraço, Marcelo.